Como fazer as malas quando você vai mudar de país

As pessoas sempre me pedem dicas de como fazer as malas para viajar, eu digo que é muito simples: é só começar de baixo para cima. Comece a arrumação pelo sapato que você mais vai usar; escolha as roupas que combinam com o sapato; escolha as cores de roupas que combinam entre si; escolha os acessórios que combinam com as roupas. Pá pum, e você tem um closet portátil em que tudo combina com tudo.

Agora que vim para Israel, também posso dar dicas de como fazer as malas para mudar de país! E, olha, é muito simples: você só precisa saber quais são as suas prioridades. Por exemplo, se você está terminando de arrumar as suas coisas e vê que tem, sei lá, cinco pacotes de instant noodles coreanos que a sua mãe ficou insistindo para você levar ocupando um espaço que cabe, tipo, o seu iPad, é meio óbvio o que você tem que fazer, né?

Sim: agradecer a sua mãe quando bate aquela larica de chaphagetti logo na sua primeira semana num país que não tem Ottogi.

Obrigada, 엄마! Foto: Sarah Lee/Gaveta de Esquilo
Vou buscar o iPad na próxima ida ao Brasil. Sorry not sorry. Foto: Sarah Lee/Gaveta de Esquilo

טודו בום / tudo bom – e o retorno do Gaveta de Esquilo

O Gaveta de Esquilo nasceu em 2015 para ser um lugar onde eu pudesse armazenar coisinhas aleatórias sobre a minha estadia de três meses e meio em Israel. Depois desse período, voltei ao Brasil e ele passou a armazenar coisinhas aleatórias sobre assuntos aleatórios. 2017 marca o retorno do Gaveta de Esquilo original, made in Israel – só que a partir de agora, os posts estarão escritos na categoria Cotidiano, em vez de Viagem. Sim, vim para cá de vez! Continuar lendo “טודו בום / tudo bom – e o retorno do Gaveta de Esquilo”

You should’ve asked (“era só pedir”)

Eu nunca tinha visto tanta gente da minha timeline no Facebook repostando um mesmo link. Trata-se do “Era só pedir”, tradução que uma página brasileira fez para o “Fallait demander”, série de quadrinhos da cartunista francesa Emma que fala sobre feminismo e a (não) divisão de tarefas domésticas. Continuar lendo “You should’ve asked (“era só pedir”)”