Oito coisinhas que aprendi sobre a vida em Israel

1) A jornada de trabalho mais comum em Israel é de domingo a quinta-feira.

2) Todas as placas de trânsito indicativas de lugar são escritas em hebraico e árabe, que são os dois idiomas oficiais do país, + inglês.

3) As ruas têm: um monte de rotatórias; e motoristas que param pro pedestre atravessar nas faixas que não possuem semáforo. As pessoas (exceto a Jana – oi, Jana) nem olham se têm carro vindo. Tá na faixa de pedestre? O carro vai parar pra você passar. Nazaré é a única cidade que visitei até agora onde os motoristas não param.

4) Pelo menos aqui no Norte, ouvir gente falando em russo é tão comum quanto em hebraico ou árabe. Dona Wikipedia informa que, entre 1990 e 2004, mais de um milhão de pessoas fluentes em russo imigraram da antiga União Soviética para Israel (oi, Alex). Pra botar isso num contexto: a população total do país em 2014 é estimada em oito milhões de pessoas.

5) Israel é um país de gente jovem. Acho que nunca tinha visto um país com tanta criança.

nahariya-rio-gaaton-israel-gaveta-de-esquilo
O majestoso rio Ga’aton, que atravessa Nahariya, no Norte de Israel. Tirei essa foto ontem (20.11). Aparentemente, nessa época do ano já era pra ele estar ficando cheio, mas né, aquecimento global.

6) A chuva cai em temporadas bem específicas, por isso a paisagem natural pode mudar bastante ao longo do ano. Aqui em Nahariya, o rio que corta a cidade fica sequinho, sequinho, durante o verão, e só enche durante o inverno.

7) Onde eu moro – e em muitas outras casas em Israel – o aquecimento da água é feito por meio de energia solar, com painéis instalados no topo do prédio. Dias de sol = água quentinha automática pra tomar banho. Nos dias sem sol, é só ligar um interruptor que fica do lado de fora do banheiro, esperar uns 10 minutos e, voilà, água quente. Agora, me pergunta quantos banhos frios em dias nublados eu tomei antes de descobrir esse paranauê.

8) Ainda no mesmo assunto: o interruptor de luz também fica do lado de fora do banheiro. Israel não é o primeiro país onde eu vejo isso; alguém sabe qual é o motivo?

+ Ah, e tem essas outras coisinhas relacionadas:

A água de Israel é dura.

Em Israel, . tem. gato.

Escrever hebraico com vogais? Ain’t nobody got time for that!

As crianças brincando de lobo não são crianças brincando de lobo.

A descarga do banheiro do aeroporto é um pedal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s