Viagem a Jerusalém

De todos os destinos religiosos em Israel, o mais marcante para mim foi Jerusalém. A parte antiga da cidade é linda e acredito que qualquer pessoa gostaria do passeio – mas para nós que fomos criados na Igreja e ouvimos essas histórias em incontáveis estudos bíblicos, a sensação de admiração e reverência é inigualável. As ruas por onde Jesus Cristo caminhou, o local onde ele realizou a Última Ceia, onde ele foi crucificado, onde foi sepultado, de onde ele ressuscitou: as referências estão todas lá, na sua frente, debaixo dos seus pés, acima da sua cabeça, a um braço de distância. Eu já mencionei aqui que tenho meus embates com Deus, mas mesmo assim, esta viagem foi muito especial.

Acabamos indo para Jerusalém na pior época possível, quando o clima estava tenso, com muitos ataques de palestinos contra israelenses judeus; a imprensa começava a falar em uma Terceira Intifada. Mas nos informamos com uma galera que mora em Israel e todos garantiram que a cidade é segura para turistas, então decidimos arriscar. #vidaloka #yolo

Para garantir, fizemos um tour pago, com guia (que eu não recomendo; não vou nem dar ibope), e visitamos todos os principais pontos de interesse em um dia, no meio de um grande grupo de gente obviamente estrangeira. As únicas coisas que deixamos pra manhã seguinte – e que fizemos por conta – foram o Monte das Oliveiras e as compras no mercado de Jerusalém.

Vou postar uma seleção de fotolegendas como resumo (beeem resumido, porque é muita informação) do passeio:

igreja-do-santo-sepulcro-jerusalem-israel-gaveta-de-esquilo-1
A Igreja do Santo Sepulcro. Olhando assim nem parece, mas ela é enorme por dentro. Segundo a tradição cristã, a igreja foi construída no local onde aconteceram a crucificação, o sepultamento e a ressurreição de Jesus Cristo.
igreja-do-santo-sepulcro-jerusalem-israel-gaveta-de-esquilo-2
Esse painel é uma das primeiras coisas que você vê quando entra na Igreja do Santo Sepulcro (que só possui uma porta para entrada e saída). Tem muita coisa importante lá, mas infelizmente, por causa da luz pouco favorável, as fotos ficaram ruins; só vou postar essas duas.
muro-das-lamentacoes-jerusalem-israel-gaveta-de-esquilo-1
Chegando ao Muro das Lamentações.
muro-das-lamentacoes-jerusalem-israel-gaveta-de-esquilo-2
Ó eu ali, com a bolsa verde. Foto: Janaína Harada Duarte (btw, ela aparece na imagem que publiquei neste outro post)
domo-da-rocha-jerusalem-israel-gaveta-de-esquilo-1
No Monte do Templo, chegando perto do Domo da Rocha. Reparem que tem muita gente com umas “saias” coloridas em volta da cintura; são pessoas que estavam de shorts e precisaram comprar o pedaço de lençol que mencionei aqui.
domo-da-rocha-jerusalem-israel-gaveta-de-esquilo-2
O Domo da Rocha.
monte-das-oliveiras-jerusalem-israel-gaveta-de-esquilo-1
A vista do alto do Monte das Oliveiras. O ponto dourado grande é o Domo da Rocha. No terço direito tem outro ponto dourado, que é a Igreja de Santa Maria Madalena, da Igreja Ortodoxa Russa. O branco na parte de baixo da foto é o cemitério judaico onde, segundo a tradição, ocorrerão as primeiras ressurreições no retorno do Messias.
monte-das-oliveiras-jerusalem-israel-gaveta-de-esquilo-2
Outra panorâmica do alto do Monte das Oliveiras, mas agora olhando mais para a esquerda. Beijos!

(Fotos: Sarah Lee/Gaveta de Esquilo)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s