Massada, Patrimônio Mundial da Unesco – parte 2

No caminho entre o Mar Morto e o Mar Vermelho, paramos em Massada e decidimos fazer a trilha a pé para ver o nascer do sol lá do alto da montanha (foto e descrição aqui).

A paisagem natural é incrível, e isso já começa a justificar o título de Patrimônio Mundial da Humanidade concedido pela Unesco em 2001; mas o que engrossa o caldo é o contexto histórico.

No topo plano da montanha fica a fortaleza de Massada, construída mais ou menos no ano 31 a.C. a mando do rei Herodes. No início da grande revolta judaica contra Roma, em 66 d.C., o lugar foi conquistado por um grupo de rebeldes judeus, e Massada acabou se tornando a última resistência da Primeira Guerra Judaico-Romana. Em 72 iniciou-se o cerco romano a Massada e, em 73, eles conseguiram romper o muro da cidadela. Quando as tropas romanas invadiram o lugar, porém, elas descobriram que 960 judeus que viviam ali preferiram se matar a serem capturados vivos.

massada-metsada-israel-gaveta-de-esquilo-1 massada-metsada-israel-gaveta-de-esquilo-2 massada-metsada-israel-gaveta-de-esquilo-3 massada-metsada-israel-gaveta-de-esquilo-4 massada-metsada-israel-gaveta-de-esquilo-5

(Fotos: Sarah Lee/Gaveta de Esquilo)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s