Ainda sobre o perigo de uma única história

Tava aqui pensando sobre o vídeo de ontem: o “single story” não ameaça somente nosso entendimento de outras pessoas e outros povos; frequentemente, caímos na armadilha em relação a nós mesmos. O single story nesse caso pode vir em várias manifestações – astrológica, bairrista, nacionalista, de gênero… “Sou ariana / gaúcho / coreana / homem / tímida / pobre / de humanas e não faço / só faço (_______).” Tipo, a gente pega um elemento da nossa vida e usa como motivação e justificativa pra tudo. Selecionamos essa fatia que é uma verdade, e transformamos na única verdade, deixando de evoluir, aprender, ir pra frente, porque “sou assim”.

Né não?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s