[Cries in Hebrew] – parte 2

Eu passei um mês inteiro rascunhando um texto enorme e superemotivo para ser a continuação deste post, mas estou apagando tudo e escrevendo de novo porque hoje a mesa virou.

Antes, uma breve contextualização com um resumo do que eu ia publicar originalmente:

Aprender hebraico não é a pior parte de aprender hebraico. Porque é claro que começar um idioma novo do zero é difícil; isso eu já esperava. O que eu não tinha antecipado é o quão sozinha eu ia me sentir durante todo esse processo.

Expectativa: “O ulpan é uma comunidade que trata cada aluno com o mesmo cuidado e atenção, porque estamos todos no mesmo barco.”
Realidade: hahaha

Expectativa: “No ulpan eu me sinto confiante durante as aulas, porque estudo com pessoas que estão no mesmo nível que eu.”
Realidade: hahaha

Expectativa: “No ulpan as pessoas atravessam a barreira dos idiomas e se esforçam para se comunicar e gerar integração.”
Realidade: hahaha

Expectativa: “O ulpan é o melhor lugar para fazer amigos.”
Realidade: hahaha

Mas vamos falar de coisa boa? #iogurteiratoptherm

Hoje a gente recebeu o resultado da prova da semana e, pela primeira vez, eu, que cheguei a chorar no banheiro no intervalo das aulas porque me sentia isolada e atrasada em relação ao resto da turma, tirei nota máxima. Enquanto isso, a galera que passou os últimos dias sentada no pudim porque tinha certeza de que estava arrasando, tirou nota média.

Esta era eu por fora:

Esta era eu por dentro:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s